LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Paulo Junior alerta sobre os sinais do fim dos tempos e o quanto a volta de Cristo está iminente

Share

Há mais de dois anos que o mundo acompanha o aumento do sinais do fim dos tempos. Segundo o pastor Paulo Junior, depois da pandemia por Covid-19, o mundo entrou em colapso.

“O coronavírus, sem dúvidas, foi um dos acontecimentos mais marcantes de toda a história da humanidade, não por sua capacidade mortífera, mas pelo poder de paralisar o mundo todo, no mesmo tempo”, comentou durante sua pregação com o título “O fim do mundo é chegado”, publicado em seu canal no YouTube.

“Esse sinal não pode ser ignorado. A pandemia desencadeou colapso econômico, crises políticas e guerras. É um caos de proporções globais”, destacou.

É o fim?

Será que chegamos ao fim dos tempos e estamos próximos do retorno glorioso do Senhor? “Os discípulos também fizeram essa pergunta, eles tiveram a mesma dúvida. A Bíblia não data com precisão essa volta, mas Jesus respondeu que haveria sinais claros”, disse Paulo Junior.

Segundo o pastor, a escatologia apresenta dois tipos de sinais — de certeza e de iminência. “O primeiro nos dá plena convicção da volta de Jesus: guerras, rumores de guerras, fomes, pestilências, entre vários outros, mas os sinais da certeza não indicam que é o fim”.

“Os sinais de iminência, no entanto, mostram a proximidade do tempo do fim. Jesus falou sobre esse tipo de sinal. O primeiro é a apostasia”, mencionou.

Sinais da iminência da volta de Jesus

Ao citar 2 Tessalonicenses 2.3: “Antes daquele dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição”, o pastor lembra que este sinal se cumprirá em toda a sociedade mundial.

“Apostasia é uma condição moral e espiritual que o mundo estará quando Jesus voltar. Ela vai alcançar o mundo secular e o religioso. Apostasia é um declínio moral da sociedade”, explicou.

O outro sinal é o esfriamento do amor por causa do aumento da iniquidade, conforme Mateus 24.12. “Jesus voltará quando a sociedade estiver num padrão moral absurdo, baixo, asqueroso e profano. O homem se sujeitará a coisas absurdas”, disse ao lembrar que esse cenário foi visto antes do dilúvio.

“Estamos vendo a corrupção do gênero humano, blasfêmias, abusos e orgias. Isso é um sinal da iminência da volta de Jesus. Estamos vendo a abolição da verdade e da lei, tudo se tornando uma anarquia”, disse.

‘Falsas pregações e falsos cristãos por toda parte’

“Apostasia nas igrejas é quando houver o abandono da verdade para viver a mentira. O engano vai reinar. Apostasia não é ver igrejas vazias, pelo contrário, as igrejas estarão cheias e as pessoas viverão falsas doutrinas com falsos pastores”, esclareceu.

“Haverá falsas pregações e falsos cristãos por toda parte. As pessoas darão ouvidos a espíritos enganadores e doutrinas de demônios, conforme 1 Timóteo 4”, relacionou.

“Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos”, conforme 2 Timóteo 4.3.

“Só no Brasil, em 2015, uma seita abriu 1.103 igrejas. O crescimento das seitas está a todo vapor e este é um sinal de que Jesus está próximo”, disse ainda.

“Quando o mundo todo estiver corrompido, virá o Anticristo, o homem do pecado, o filho da perdição. Então será o fim”, concluiu.

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *