LOADING

Type to search

Amazonas Destaque

Governo do Estado investe em tecnologia no Passe Livre Estudantil 2024

Share

Com a proximidade do início das aulas da rede pública de ensino, previsto para acontecer nos dias 6 e 7 de fevereiro de 2023, a empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) acaba de concluir a carga inicial dos dados no sistema que processa o benefício da gratuidade do transporte aos alunos da rede pública de educação na capital.

Segundo o analista de T.I, Alan Laranjeira, o trabalho realizado pela Prodam é chamado de mineração de dados, que consiste em uma análise no banco de dados do Sistema de Gestão Educacional do Amazonas (Sigeam), atualmente composto por mais de 460 mil alunos.

“Minerar significa refinar esse enorme banco de dados e selecionar os estudantes que possuam dados cadastrais completos e que atendam aos requisitos do Programa, como morar e estudar em Manaus, ter idade igual ou superior a 5 anos e ter CPF”, explicou Alan.

Após a mineração de dados, as informações são enviadas para a Secretaria Municipal de Finanças (Semef) realizar a checagem, via georreferenciamento, dos alunos que residem a mais de um quilômetro de onde estudam. Somente após essa etapa, é que os nomes dos estudantes contemplados pelo Programa serão enviados ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram).

Durante todo o ano letivo, os sistemas da Prodam se comunicam com o sistema Sinetram, garantindo que toda vez que um dado cadastral de um aluno contemplado pelo Programa for alterado, essa informação será atualizada automaticamente no cadastro do Sinetram. “É essa sincronicidade que garante eficiência e lisura ao processo”, concluiu Alan.

A secretária de Estado de Educação e Desporto Escolar, Arlete Mendonça, destacou que o Passe Livre é um grande projeto de promoção educacional, ao passo que beneficia os estudantes da rede pública de ensino. “Estamos falando de oportunidade, de inclusão e garantia de acesso e permanência no ensino público. O govenador Wilson Lima, desde o início da gestão, tem buscado investir em ações, projetos e programas que promovam a educação do estado”, afirmou Arlete Mendonça.

O Passe Livre Estudantil é subsidiado com recursos de um convênio entre o Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus. Os repasses estaduais são feitos via Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), responsável pelo convênio na esfera estadual.

O secretário da UGPE, Marcellus Campêlo, afirma que o Governo já repassou à Prefeitura R$ 238,2 milhões e deverá chegar a R$ 358,2 até o fim de 2024. Foram R$ 118,2 milhões em 2022, com contrapartida municipal de R$ 36 milhões. Em 2023, foram R$ 120 milhões do Estado e contrapartida de R$ 36 milhões do Município. Para 2024, estão garantidos mais R$ 120 milhões do novo convênio assinado no dia 27 de dezembro de 2023.

“O Passe Livre é uma conquista histórica dos estudantes e esse trabalho entre os vários órgãos para garantir a boa funcionalidade é muito importante para a sustentabilidade desse projeto”, afirmou Campêlo.


F
oto: Euzivaldo Queiroz/Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *