LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Inteligência Artificial poderia escrever uma ‘nova Bíblia’ em poucos anos, diz filósofo

Share

Um acadêmico respeitado afirmou que a Inteligência Artificial (IA) é realisticamente capaz de criar uma ‘nova Bíblia’ em um futuro próximo.

Yuval Noah Harari, professor, historiador e filósofo fez as afirmações durante um seminário público chamado ‘A humanidade não é tão simples’ com o jornalista Pedro Pinto em Lisboa, Portugal, em 19 de maio.

Harari é historiador da Universidade Hebraica de Jerusalém. Ele vendeu mais de 20 milhões de livros em todo o mundo sobre questões como disrupção tecnológica e questões éticas sobre ciência e tecnologia.

No evento de Lisboa, ele compartilhou que “Gutenberg imprimiu a Bíblia em meados do século 15. A Imprensa imprimiu tantas cópias da Bíblia quanto Gutenberg a instruiu. Mas não criou uma única página nova. Não tinha ideias própria sobre a Bíblia: é bom? É ruim? Como interpretar isso ou aquilo.”

Ele acrescentou: “A IA pode criar novas ideias, pode até escrever uma nova Bíblia”.

O acadêmico também afirmou que os humanos escreveram ‘livros sagrados’ historicamente, não uma divindade ou divindades. Mas os futuros livros sagrados podem ser escritos por entidades não humanas, que podem evocar religiões que são “realmente corretas”. Ele disse ainda que isso pode ser uma realidade em alguns anos.

O historiador, que é homossexual, vive com o empresário Itzik Yahav, e os dois cofundaram a Sapienship – uma empresa de impacto social que defende a responsabilidade global.

A Inteligência Artificial e a humanidade

A IA dominou a atenção da mídia recentemente, depois que os pioneiros no campo alertaram contra seu progresso.

O New York Times relata que 350 especialistas na área, incluindo engenheiros e pesquisadores, assinaram uma carta aberta por meio do Center for AI Safety. A carta diz: “Mitigar o risco de extinção da IA ​​deve ser uma prioridade global, juntamente com outros riscos em escala social, como pandemias e guerra nuclear”.

Os signatários incluíram Demis Hassabis, executivo-chefe do Google DeepMind; Dario Amodei, executivo-chefe da Anthropic e Sam Altman, executivo-chefe da OpenAI. Dois dos chamados ‘padrinhos’ do desenvolvimento da IA, Yoshua Bengio e Geoffrey Hinton, também assinaram a carta.

O empresário bilionário Elon Musk, dono do Twitter e CEO da Tesla, Inc. e de outras empresas, também expressou suas preocupações com a IA. Ele até perguntou quantos anos se passarão até que a IA acabe com a humanidade. No entanto, ele está desenvolvendo seu próprio sistema de linguagem de IA.

O foco recente na IA é derivado do desenvolvimento do ChatGPT, um chatbot capaz de conversas independentes com humanos. Alguns especialistas estão preocupados que a IA se desenvolva rapidamente e represente uma ameaça à existência humana.

Folha Gospel com informações de Christian Headlines

Foto: Unsplash/Maximalfocus

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *