LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Escritora debocha do falar em línguas e defende o fechamento das igrejas

Share

A filósofa e escritora Marcia Tiburi concedeu uma entrevista ao UOL onde fala contra as igrejas evangélicas, sugerindo o fechamento das mesmas a fim de impedir o aumento de lideranças políticas como Michelle Bolsonaro e Damares Alves.

Tiburi, ligada ao Partido dos Trabalhadores, diz que a ex-primeira-dama representa o “Cristo-fascismo” e usa a religião para conseguir votos. Em parte da sua fala, a filósofa diz que Michelle usa o dom de línguas para enganar pessoas sem cultura.

– Ela [Michelle] sabe muito bem como proceder e não tem escrúpulos também. Então, mistificar, enganar, fazer de sonsa… Tudo isso faz parte do jogo desses políticos (…) O psicopoder que ela trabalha é mais esse da crença religiosa, enfim, quando ela falava aquele tipo de coisa, um ritual de mistificação envolvendo falar uma língua que não existe, isso entre o povo mais simples, as pessoas que não tivera acesso a uma cultura e a uma educação mais crítica, essas pessoas realmente caem nisso.

Para propor o fim do surgimento de figuras como a ex-primeira-dama, com chances de serem eleitas nas próximas eleições, Tiburi propõe taxas e fechar as igrejas.

– Por mim, a gente taxa todas essas igrejas, fecha todas essas igrejas do mercado, acaba com esse oba-oba dessas igrejas do mercado e faz desse país um país mais sério.

Fonte: Pleno News

Foto: Reprodução/Youtube UOL

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *