LOADING

Type to search

Brasil Destaque Politica

Sem licitação, governo usa quase R$ 300 mil em móveis e objetos

Share

O governo já gastou quase R$ 300 mil sem licitação, desde o início deste ano, na aquisição de diversos móveis e outros itens para os Palácios da Alvorada e do Planalto, onde mora e trabalha o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os números em questão fazem parte de um levantamento divulgado pelo portal R7 no domingo (28).

Segundo o veículo, o rol de itens adquiridos inclui taças de cristal, cama e sofás revestidos de couro, um par de redes para trave de gol de futebol, mesa para almoço e jantar, além de diversos outros itens. Uma dessas compras, concluída em fevereiro, teria incluído uma mesa para almoço e jantar, um bufê para sala de jantar e seis cadeiras de madeira nogueira. No total, só essa compra teria custado R$ 55,4 mil.

Apesar do valor ser acima de R$ 50 mil, quantia descrita na Lei de Licitações para que o certame seja dispensado, a Presidência afirmou que os itens não se enquadravam como bens de luxo e alegou que a aquisição teria sido necessária para restabelecer “as condições mínimas de habitabilidade” do Palácio da Alvorada.

De acordo com o R7, outras compras feitas pela gestão federal ainda incluíram nove persianas do tipo rolo, com acionamento motorizado (R$ 18,9 mil no total), um par de redes de futebol (R$ 769,40), duas mochilas executivas com rodízio com repartição acolchoada para notebook (R$ 2.254,46 no total), 96 taças de cristal para água (R$ 4.429,44 no total) e até serviço de manutenção e afinação de piano de cauda (R$ 5.990).

Ao justificar as compras, a Presidência disse que os itens precisavam de reposição por causa do nível de desgaste. Já em relação ao piano, o governo disse que o instrumento é da década de 50 e que estava sem manutenção há um longo período.

Houve, porém, aquisições ainda mais caras, como de dois sofás com mecanismo elétrico reclinável para cabeça e pés revestidos de couro, que, juntos, custaram R$ 96,8 mil, e uma cama, também de couro, no valor de R$ 42 mil. O governo ainda comprou uma poltrona de couro com pufe branco, por R$ 29 mil, uma poltrona fixa de veludo, por R$ 19 mil, e um colchão king size por R$ 8.990.

Ao R7, a Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência alegou que as compras sem licitação se referem a material de consumo, utensílios domésticos, bens móveis ou serviços de manutenção destinados a atender as residências oficiais e suas dependências. O governo ainda disse que precisou recompor alguns itens que, segundo a atual gestão, estavam desaparecidos.

Fonte: Pleno News

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *