LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Inteligência Artificial será a maior arma da esquerda contra a fé, diz especialista

Share

Líderes religiosos e estudiosos dos Estados Unidos estão examinando as possíveis implicações da inteligência artificial (IA) no culto, tanto em sua prática quanto em seu papel na vida moderna. Há uma preocupação se a religião terá algum espaço na programação da IA, ou se o intelectual terá prioridade sobre o espiritual na sociedade.

Dan Schneider, vice-presidente da Free Speech America, é direto e enfático em sua avaliação com relação ao tema: “A esquerda [política] controla a IA, e a esquerda está indo para o que ela quer fazer”. Ele acrescentou que a IA “será a maior arma contra a fé, contra a verdade, contra a religião. A palavra ‘Deus’ – não veremos isso como uma prioridade na programação da IA”.

Os líderes religiosos e especialistas que estão preocupados com as implicações da IA na religião apontam que a tecnologia pode ser uma ferramenta positiva para obter informações e insights, mas que também tem potencial para violações e manipulação de privacidade. A IA traz à tona dezenas de novas questões “legais e éticas” e, nas mãos erradas, pode tirar as liberdades e minar a comunidade e a dignidade humana.

O pastor Jesse Bradley, de Auburn, Washington, enfatiza que precisamos priorizar e “valorizar muito” o relacionamento humano. “A IA precisa ser usada de maneira que honre a Deus e seja benevolente”, disse. “Nosso tempo de tela está aumentando, mas o que realmente precisamos é uns dos outros, junto com a unidade e a cura em nossa nação”.

Ele continua dizendo que a IA traz à tona dezenas de novas questões “legais e éticas”. É importante lembrar que precisamos mais de transformação do que de informação, acrescentou Bradley. O amor é “mais importante” do que o conhecimento.

Outro líder religioso, Jason Thacker, disse que uma “pergunta fundamental” que está sendo feita hoje é “o que exatamente” significa ser humano. “Essa questão é especialmente prevalente em uma era de tecnologias avançadas como a IA”.

Thacker aponta que, em um mundo cada vez mais tecnológico, precisamos lembrar que a IA não substitui relacionamentos humanos e amizades autênticas. “Amizades autênticas e comunidade genuína são um dom de Deus e precisam ser guardadas e priorizadas”, disse ele.

Segundo Dan Schneider, a esquerda controla as ferramentas da IA e quer levar isso para a guerra contra as pessoas de fé no futuro. Ele afirma que, assim como na política, os cristãos que têm mais experiência com as tecnologias emergentes estarão mais preparados para lidar com as implicações da IA.

Schneider alerta que é importante que os crentes saibam as desvantagens da inteligência artificial, se envolvam com as questões que a cercam, em vez de “se esconderem dela”.

“Se as pessoas de fé estão vendo valor nisso hoje, elas precisam se engajar nessa luta para proteger o lado positivo da IA ​​para amanhã”, conclui ele, segundo a Fox News.

Fonte: Pleno News

Foto: Possessed Photography/Unsplash

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *