LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Vereadora é acusada de transfobia: “Deus fez homem e mulher”

Share

A vereadora Flávia Borja (PP-MG) foi acusada de transfobia após fazer um discurso na Câmara de Belo Horizonte contra um projeto de lei que estabelece penalidade para o estabelecimento que supostamente promove a ideologia de gênero.

Em sua fala na tribuna da Câmara mineira, Flávia, que também é pastora, argumentou que “Deus fez o homem e a mulher”.

Em seu discurso, Flávia argumentou que o projeto de lei é uma tentativa de “enfiar a ideologia de gênero na capital mineira”. Segundo a vereadora, o projeto estabelece multa aos estabelecimentos que não concordam com a “política de identificação de gênero”. “O comerciante de Belo Horizonte que não aceitar homem entrando no banheiro de mulher será multado”, afirmou.

A vereadora também afirmou que se uma mulher que se identifica como homem for ao local e o atendente não conseguir identificar que ela “é homem” ou não quiser chamá-la pelo pronome masculino, ele também será multado. Flávia argumentou que a proposta é uma forma de “impor uma ideologia” e que vai contra a “vontade de Deus”, que criou apenas “homem e mulher”.

O projeto de lei em questão é de autoria da atual deputada federal Duda Salabert (PSOL-MG) e estabelece penalidade para os estabelecimentos de Belo Horizonte que discriminarem pessoas em virtude de sua “orientação sexual, identidade de gênero ou características sexuais”.

Em nota, o PSOL de Minas Gerais repudiou o discurso de Flávia e afirmou que a fala da vereadora “reforça o preconceito e a discriminação”.

Fonte: Gospel Prime

Foto: Reprodução/Câmara Municipal

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *