LOADING

Type to search

Brasil Destaque

Assassino de creche reclama da polícia: “Queriam meter bala na minha cara”

Share

Responsável pela chacina desta quarta-feira (5) na creche em Blumenau (SC), o motoboy Luiz Henrique Lima, de 25 anos, reclamou do tratamento que tem recebido por parte da polícia. Segundo o homem, um dos agentes lhe disse que queria “meter bala” em sua “cara”.

Lima está preso na Central de Plantão Policial (CPP) após se entregar logo na sequência do massacre, que deixou quatro crianças mortas a golpes de machadinha.

O momento em que Lima se queixa do policial foi registrado em vídeo, que circula nas redes sociais. Já atrás das grades, o homem afirma que conhece o agente em questão.

– Queria meter bala na minha cara. Conheço ele, treinei jiu-jítsu com ele em uma academia – declarou.

Armado com uma machadinha, Lima pulou o muro da creche Cantinho Bom Pastor e matou quatro crianças, identificadas como Bernardo Cunha Machado, de 5 anos, Bernardo Pabest da Cunha, de 4 anos, Larissa Maia Toldo, de 7 anos, e Enzo Marchesin Barbosa, de 4 anos. Os golpes foram desferidos especialmente em regiões da cabeça das vítimas. Todos eles eram filhos únicos.

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *