LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Ex-gay pode ir para a prisão por compartilhar seu testemunho

Share

Matthew Grech, um ex-ativista LGBT, enfrenta potencial tempo de prisão depois de compartilhar seu testemunho de deixar para trás um estilo de vida gay e de ocultista para seguir Cristo.

Nesse sentido, quando Grech foi convidado para a igreja e experimentou a presença de Deus e o amor de crentes genuínos, algo que nunca havia sentido antes, o impacto dessa experiência foi tão profundo que o levou a abraçar plenamente uma vida cristã.

“Eu comprometi minha vida com Jesus Cristo e foi uma jornada fantástica de crescer nesta nova identidade e vida. Me deparei com versículos bíblicos sobre homossexualidade. Eu nunca havia ouvido falar disso em um púlpito antes, mas estava realmente confrontado e me lembro apenas de querer realmente estar na vontade de Deus”, afirma.

No entanto, os problemas começaram quando Grech compartilhou sua história com um programa local em Malta, que em 2016 tornou-se o primeiro país europeu a proibir tentativas de “mudar, reprimir ou eliminar a orientação sexual, identidade de gênero e/ou expressão de gênero de uma pessoa”, levando a multas ou mesmo à prisão.

Portanto, Grech, acusado de violar o Artigo 3 da Lei de Afirmação da Orientação Sexual, Gênero e Expressão de Gênero de Malta, descreveu a lei como “ideológica” e disse que ela instrui as pessoas sobre como elas devem “pensar sobre a sexualidade”.

“Eles queriam entender porque eu vejo a sexualidade de maneira diferente como um cristão, e porque eu faria tal coisa, apenas abandonando a homossexualidade completamente como uma prática de identidade. Então, nós estávamos discutindo isso. Era científico, era prático, era espiritual, era uma conversa realmente interessante”, disse.

Desse modo, uma transcrição da conversa mostra Grech compartilhando sua história e criticando a lei de Malta, embora ele não convide as pessoas a mudar as orientações sexuais ou ir à terapia para fazer isso. Logo, ele recebeu uma ligação da polícia o informando que três pessoas haviam denunciado ele e os apresentadores

Por fim, alguns dias depois, a polícia decidiu apresentar queixa tanto contra ele quanto contra os apresentadores, com o primeiro caso em tribunal no mês passado. Grech planeja lutar por seus direitos, embora enfrente uma batalha legal árdua. Ele voltará ao tribunal em 9 de junho e as testemunhas do caso serão ouvidas.

“É a primeira vez na minha vida que tenho que enfrentar um tribunal criminal por simplesmente compartilhar minha fé cristã. É isso que é compartilhar a esperança que temos e compartilhar o raciocínio por trás do que acreditamos”, concluiu ele, segundo Faith Wire

Fonte: Gospel Prime

Foto: Reprodução/YouTube

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *