LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Islamismo radical persegue e ameaça os cristãos chineses

Share

A China é o 16º país na Lista Mundial da Perseguição 2023 e é o maior país regido pelo comunismo que mais persegue cristãos no mundo. O endurecimento das restrições e o aumento da vigilância têm colocado os cristãos na China sob intensa pressão, já que o Partido Comunista busca limitar todas as ameaças ao poder.

A vigilância no país está entre as mais opressivas do mundo, e líderes cristãos são principalmente vulneráveis à perseguição, incluindo prisão ou, em um pequeno número de casos, sequestro.

Porém, esse não é o único fator de perseguição na China. O islamismo radical, praticado em algumas regiões e etnias, tem colocado cristãos em situação de perseguição e vulnerabilidade. Se um convertido do islamismo para o cristianismo é descoberto pela família ou comunidade, geralmente é ameaçado ou agredido fisicamente — tudo em um esforço para levá-lo de volta para a fé original. Vizinhos podem relatar qualquer atividade cristã para as autoridades ou chefe da vila, que deve agir para parar os cristãos.

Inclusive, entre o uigures (comunidade muçulmana chinesa), a repressão a cristãos só aumenta e os cristãos são duplamente perseguidos.

Em uma carta enviada por Hollace*, um cristão de origem muçulmana, líder da igreja chinesa e parceiro da Portas Abertas, que vive em uma das áreas de cristãos de origem muçulmana mais perseguidas na China, ele implora a seus irmãos de todo o mundo que orem pelos cristãos de sua região, para que a colheita esteja pronta, e para os trabalhadores a serem enviados.

– Desde março de 2017, as igrejas na região de cristãos de origem muçulmana mais perseguida foram duramente atingidas. Embora os cristãos não sejam o alvo principal das autoridades governamentais nesta região, alguns líderes da igreja ainda foram levados para “tomar chá” na delegacia (também conhecido como nível moderado de interrogatórios).

Dessa forma, tornou-se inseguro aos cristãos se encontrarem em grupos, pois estão sendo vigiados e podem ser questionados pelas autoridades a qualquer momento. A igreja começou a se dispersar e os obreiros deixaram a igreja e voltaram às suas atividades seculares.

A organização cristã Portas Abertas tem atuado no apoio aos cristãos na China com discipulado e treinamento de preparação para a perseguição. Além disso, a Portas Abertas fornece literatura cristã contextualizada para cristãos de origem muçulmana.

Fonte: Pleno News

Foto: Reprodução/Internet

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *