LOADING

Type to search

Mundo Cristão

Pastor diz que adoração foi uma arma contra a depressão

Share

Durante um sermão, o pastor Louie Giglio da Igreja Passion City, na Geórgia, se abriu sobre suas lutas com ansiedade e depressão, e como descobriu que a adoração é uma “arma” eficaz contra seus problemas de saúde mental, ajudando a iluminar um pouco a escuridão que ele enfrentava.

“Não há problema em ter sentimentos. Mas, o naufrágio do trem acontece quando você deixa que seus sentimentos o levem. Portanto, é justo dizer ‘sinto-me triste hoje’, mas não é bom dizer ‘vou deixar a tristeza pegar a caneta e escrever a história de hoje’”, disse Giglio.

Portanto, uma das formas de lutar contra isto, ao qual ele revela ter levado meses no seu “buraco” para realmente entender, é a adoração, que ele descreve como uma arma que faz “um buraco no manto de escuridão e deixa entrar apenas um pequeno orifício de luz”.

“Um orifício de luz de Deus é luz suficiente para começar a mudar a circunstância. Você não precisa realmente de um feixe de luz inteiro. Você só precisa de um pequeno raio de luz, se for a luz de Deus”, explicou ele.

Segundo Giglio, o diabo quer roubar a alegria da humanidade. As pessoas que sofrem de depressão querem “ficar dentro” e “manter as cortinas fechadas”, e o inimigo quer bloquear a luz, e uma das melhores maneiras de fazer entrar a luz é através da adoração.

“Eu digo isto gentilmente. Quando você olha para cima e adora, isso nos permite lembrar que Deus é central e Ele precisa ser central em nosso afeto e em nossa adoração”, disse ele, de acordo com The Christian Post.

Por fim, ele revela que durante sua batalha com sua ansiedade especificamente, ele tinha que lembrar de redirecionar seu foco para Jesus e não para a luta que ele estava enfrentando.

“Eu tinha que tomar uma decisão. A ansiedade está na história, mas vai ser preciso falar sobre ela menos do que o Deus que está escrevendo a história”, concluiu ele.

Fonte: Gospel Prime

Foto: Reprodução/Youtube

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *