LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Pastor é atacado após levar 37 muçulmanos a Cristo

Share

Um pastor convidado a participar de um debate religioso por líderes de mesquitas em Uganda foi atacado depois que seus argumentos levaram 37 muçulmanos a aceitar Cristo.

Segundo o pastor Arthur Asadi Babi, os muçulmanos que aparentemente se converteram ao cristianismo estavam entre aqueles que o agrediram no dia 10 de fevereiro. Ele foi hospitalizado por oito dias com diversas lesões.

“Recebemos uma carta convite do xeque da mesquita de Nakaloke, que organizou o debate na ala de Nakaloke na cidade de Mbale. Decidi enviar o Pastor Babi para debater com os muçulmanos por causa de suas habilidades acadêmicas no Alcorão e na Bíblia“, disse o Bispo Michael Okia.

Sendo assim, o pastor Babi e uma equipe de cristãos começaram a participar na segunda semana do debate, e no segundo dia ele apresentou uma defesa do cristianismo usando o Alcorão com respostas da Bíblia sobre a singularidade de Cristo como Filho de Deus e o único caminho para Deus Pai.

“Em 10 de fevereiro, ao final de sua defesa, o pastor fez um apelo para que a audiência respondesse para crer em Cristo. Surpreendentemente, 29 adultos e 8 crianças entregaram suas vidas a Cristo Jesus, todos muçulmanos”, conta o bispo.

No entanto, imediatamente depois disso, o pastor foi atacado. Os muçulmanos jogaram pedras, e então com paus e tacos o atacaram batendo, incluindo os novos convertidos muçulmanos que haviam abraçado a fé cristã.

“Fui atingido na mão direita e na perna esquerda enquanto alguns tentavam me estrangular”, disse o Pastor Babi, de acordo com Morning Star News.

Por fim, um membro da igreja, Ben Yasiini, foi capaz de resgatá-lo e também sofreu ferimentos leves. O pastor recebeu tratamento no Grace Medical Center em Mbale e teve alta em 18 de fevereiro.

Fonte: Gospel Prime

Foto: Reprodução/Pixabay

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *