LOADING

Type to search

Destaque Politica

PT intensifica ataque e quer convocar presidente do BC

Share

A cúpula do PT endureceu o discurso contra o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Em reunião realizada nesta segunda-feira (13), o Diretório Nacional do partido aprovou uma resolução que orienta as bancadas petistas na Câmara e no Senado a convocar Campos Neto para que ele preste esclarecimentos ao Congresso sobre o motivo de manter os juros altos.

Como mostrou o Estadão, dirigentes do PT não apenas endossam a pressão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o Banco Central para reduzir a taxa básica de juros (Selic), hoje em 13,75% ao ano, como avaliam que é preciso pregar a reorientação da política monetária e da meta de inflação.

Há na Câmara, atualmente, um requerimento de autoria do deputado Guilherme Boulos (PSOL-SP) com um convite para Campos Neto ir ao Congresso. A presidente do PT, deputada Gleisi Hofmann (PR), disse, porém, que o partido optou pela convocação, após acalorado debate sobre o assunto.

– Se ele pode dar entrevista ao Roda Viva, por que não pode prestar esclarecimentos sobre essa política de juros exorbitantes ao Congresso? – perguntou Gleisi, numa referência à participação do presidente do BC na noite de ontem no programa da TV Cultura.

E continuou.

– Nós também estamos pedindo a revisão dessa meta fiscal porque isso é um absurdo. Temos de desmistificar o fiscal Não é possível que o fiscal seja algo que vá na direção contrária ao crescimento econômico – disse.

Gleisi afirmou que, embora o BC tenha autonomia, ninguém é “imexível” no cargo.

– Nós queremos que ele (Campos Neto) vá ao Congresso para explicar o que está acontecendo e tentar justificar essa política, que acho injustificável, e ter sensibilidade para mudar sua posição. Nós queremos ter crescimento e emprego no Brasil, não recessão – disse ela.

Polêmica
Durante a reunião do Diretório Nacional, houve uma polêmica referente à possibilidade de convocação do presidente do BC, uma vez que a instituição tem autonomia.

– Há um decreto de 2021 que coloca Campos Neto como ministro. Com status de ministro, ele é passível de convocação. Não dá para o Congresso abrir mão de inquiri-lo – afirmou Gleisi.

O líder do PT na Câmara, Zeca Dirceu (PR), disse preferir um convite.

– O ideal é que ele vá se explicar no plenário, não em comissão, já que o tema interessa a todos (…) Aí baixa a tensão e joga água fria nisso. Não vale a pena polemizar – ressaltou.

O convite é um processo mais simples. Na convocação, a autoridade é obrigada a comparecer. O diretório do PT sugeriu essa forma mais dura às bancadas. Depois de apresentado o requerimento, a proposta precisa ser aprovada em alguma comissão da Câmara ou no Senado.

Fonte: Pleno News

Foto: Rodolfo Buhrer/Fotoarena/Estadão

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *