LOADING

Type to search

Politica

TRE rejeita contas de 2 petistas; terão que devolver R$ 467 mil

Share

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovou, nesta quarta-feira (14), a prestação de contas de dois deputados estaduais eleitos pelo Partido dos Trabalhadores em São Paulo: Teonilio Barba e Luiz Claudio Marcolino.

O relator do processo do deputado estadual reeleito Teonilio Barba, o juiz Mauricio Fiorito, afirmou que o parlamentar deve devolver ao Tesouro Nacional o total de R$ 269,8 mil, o que representa 30% do total de despesas contratadas pelo candidato (R$ 895,6 mil). Essa quantia foi destinada a arcar com gastos de pessoal e empresas prestadoras de serviços e de locação de imóvel.

Luiz Claudio Marcolino teve as contas desaprovadas por despesas com pessoal custeadas com verbas do Fundo Especial de Financiamento de Campanha que não foram comprovadas regularmente. Segundo o TRE-SP, os contratos de trabalho enviados pelo parlamentar eleito estavam incompletos – sem o local de trabalho e relatório de atividades.

Além disso, nos documentos apresentados, não foi possível identificar beneficiários dos pagamentos, uma vez que os fornecedores não foram pagos com cheques cruzados, como determina a Resolução TSE nº 23.607/2019. Foi determinado que Marcolino devolva R$ 197,5 mil ao Tesouro Nacional e R$ 14 mil ao partido pelo pagamento com outros recursos de campanha.

Segundo o TRE-SP, a desaprovação das contas de campanha não impede a diplomação dos eleitos, que tem como data limite a próxima segunda-feira (19), uma vez que cabem recursos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

*Com informações da AE

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *