LOADING

Type to search

Cidades

Prefeitura de Manaus tem alta de 25% na emissão de certidões de Habite-se no acumulado de 2022

Share

Neste final de ano, a Prefeitura de Manaus registra uma alta de 25% na expedição de certidões de Habite-se no acumulado de 2022, de janeiro a novembro, com a expedição de 648 documentos, contra 519 do mesmo período de 2021.

Contando toda a gestão do prefeito David Almeida, são 1.218 certidões emitidas pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), de janeiro de 2021 até novembro de 2022.

No mês de novembro, foram 61 documentos emitidos pelo instituto, contra 55 do mesmo mês no ano passado.

Em termos de área, as certidões emitidas na gestão David Almeida representam a regularização de 1.691.398,68 metros quadrados.

“Seguimos a diretriz do prefeito David Almeida para transformar Manaus em uma cidade global e uma das melhores do Brasil para se investir e fazer negócios. As diretrizes passam pelo licenciamento de projetos e o Implurb está buscando, junto com os órgãos licenciadores, alcançar a meta definida pelo prefeito”, afirmou o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

O documento

A certidão de Habite-se é um documento legal, conforme o artigo 33 da Lei 673/02, referente ao Código de Obras do Município, uma das leis do Plano Diretor de Manaus.

A certidão atesta que o imóvel foi construído de acordo com o projeto aprovado e licenciado seguindo as exigências estabelecidas pela legislação urbana em vigor.

Com o Habite-se, o proprietário tem a garantia de que a construção seguiu corretamente o que estava previsto no licenciamento, respeitando os parâmetros legais da legislação e normas técnicas, ocupação do terreno, atendendo a aspectos relacionados ao meio ambiente, prevenção de combate a incêndio, esgotamento sanitário, segurança, área construída, entre outros itens.

O Habite-se é o último laudo expedido pela Prefeitura de Manaus para qualquer construção nova que autoriza o seu uso e a ocupação.

Regularização e Habite-se são usados para obras já construídas sem licença e aprovação, mas que podem ser regularizadas posteriormente dentro dos mesmos critérios e parâmetros.

Segundo especialistas do setor, um imóvel sem o Habite-se pode desvalorizar no mercado em até 30%. A lista com os documentos necessários para dar entrada em projetos e licenças junto ao Implurb pode ser acessada no site www.implurb.manaus.am.gov.br.

A preocupação com o Habite-se não tem a conotação meramente formal, referente à regular documentação do imóvel, mas também relaciona-se diretamente à segurança dos futuros moradores, uma vez que instalações elétricas inadequadas ou instalações insuficientes podem resultar em futuros incidentes, que resultarão em ameaça à integridade dos ocupantes.

O Habite-se também é um dos documentos exigidos pelo sistema financeiro, pelos bancos, para financiamentos, compra e venda de imóveis.

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *