LOADING

Type to search

Mundo Cristão

Evangélicos são maioria na América Central, revela pesquisa

Share

A empresa de pesquisa M&R Consultants realizou a “Primeira pesquisa centro-americana sobre afiliação, crenças e práticas religiosas”.

Segundo o levantamento, os evangélicos são maioria com 37% da população; enquanto o catolicismo romano experimentou uma grande queda, atingindo apenas 32,6%. Segundo a pesquisa, 29,1% disseram que eram crentes não afiliados e 1,3% não crentes.

Entre os 32,6% de católicos, 19,3% frequentam a igreja mais de uma vez por semana e geralmente participam das atividades da igreja. Os evangélicos participam quase três vezes mais que os católicos nas atividades da igreja (58,4%).

A pesquisa foi realizada de 7 de outubro a 15 de novembro de 2022, com uma amostra de quatro mil pessoas na GuatemalaHondurasCosta RicaNicarágua e El Salvador.

Declínio do Catolicismo Romano

A pesquisa mostra que na América Central 61,5% dos cidadãos foram criados como católicos desde a infância, mas 29,9% deixaram de acreditar no catolicismo.

“Os protestantes estão gradualmente assumindo a liderança e estão crescendo cada vez mais na América Central”, explicou Raúl Obregón, presidente da M&R Consultants.

Ele destacou que “devemos ter em mente que o catolicismo romano vem de praticamente 100% da população e está em um processo de declínio que vem crescendo desde os anos 1990 em toda a região centro-americana”.

Para Obregón, “a população afirma que o catolicismo está se tornando muito ritualístico, e isso tende a cansar os fiéis, por outro lado, os pastores têm estado mais próximos de suas congregações nos últimos anos e as visitam mais pessoalmente”.

“Há uma migração significativa de católicos para outras religiões, onde preservando seus preceitos eles têm a oportunidade de ter uma vida mais ativa na busca de almas, que é o evangelho de Cristo”, acrescentou o analista Xavier Díaz Lacayo.

Sexualidade e liberdade religiosa

Além disso, o estudo diz que 83,9% dos cidadãos centro-americanos não concordam com relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Em relação ao aborto, para 61,3% só é aceitável se a vida da mulher estiver em risco e para 54,6% por motivos de saúde.

A educação sexual e o uso de anticoncepcionais são aceitos por 90,2% dos entrevistados. Para 46,8% homens e mulheres devem ser virgens no casamento.

Os dados também mostram que 96,2% dos cidadãos acreditam que existe liberdade religiosa na América Central.

Folha Gospel com informações de Evangelical Focus

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *