LOADING

Type to search

Destaque Politica

Em despacho relâmpago, Moraes exige que PL inclua informações do primeiro turno sobre defeito em urnas

Share

Mal terminou a coletiva do Partido Liberal (PL), nesta terça-feira (22/11), para pedir que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), invalide os votos decorrentes de urnas dos modelos 2009, 2011, 2013 e 2015 que teriam “desconformidades irreparáveis de mau funcionamento”, o presidente da Corte Eleitoral, Alexandre de Moraes, proferiu um despacho, dando prazo de 24 horas, para que o partido acrescente informações sobre a suposta desconformidade das urnas também no primeiro turno, uma vez que os equipamentos foram utilizados nos dois momentos.

O magistrado afirmou que se a exigência não for atendida vai indeferir a petição inicial. “As urnas eletrônicas apontadas na petição inicial foram utilizadas tanto no primeiro turno, quanto no segundo turno das eleições de 2022. Assim, sob pena de indeferimento da inicial, deve a autora aditar a petição inicial para que o pedido abranja ambos os turnos das eleições, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas”, escreveu Moraes em seu despacho.

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *