LOADING

Type to search

Destaque Politica

Medo? Lula critica Bolsonaro por “usar” as Forças Armadas para fazer auditoria em urnas eletrônicas

Share

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou nesta quinta-feira (10), o uso que o presidente Jair Bolsonaro (PL) faz das Forças Armadas. O petista disse que o atual chefe do Executivo “humilhou” a instituição, além de compará-lo ao ditador iraquiano Saddam Hussein.

– Ontem aconteceu uma coisa humilhante e deplorável para as nossas Forças Armadas. Um presidente da República, que é o chefe supremo das Forças Armadas, não tem o direito de envolver as Forças Armadas a fazer uma comissão para investigar urnas eletrônicas, coisas que são da sociedade civil, dos partidos políticos e do Congresso Nacional – declarou Lula ao se reunir com parlamentares em Brasília.

O petista também criticou as manifestações contra o resultado da eleição e fez um apelo para que as pessoas que estão acampadas na porta dos quartéis voltem para casa.

– Há movimentos bolsonaristas que defendem intervenção militar por conta da derrota de Bolsonaro na eleição. Lamentavelmente tem gente, uma minoria, que está na rua pedindo (intervenção militar). Eles não sabem nem o que pedem, mas estão pedindo. Eu, se pudesse, diria para essas pessoas: “Voltem para casa”. Democracia é isso, um ganha, outro perde, um ri e outro chora. É assim em qualquer esporte, qualquer política – disse.

Nesta quarta (9), o Ministério da Defesa divulgou o relatório de acompanhamento do processo eleitoral. O texto não continha comprovação direta de fraude na disputa. Lula disse que o resultado do relatório foi “humilhante” e cobrou que Bolsonaro peça desculpas por envolver os militares nessa questão.

– Eu não sei o presidente está doente, mas ele tem a obrigação de vir à televisão e pedir desculpa à sociedade brasileira e pedir desculpa por ter usado as Forças Armadas, que é uma instituição séria, que é uma garantia para o povo brasileiro contra possíveis inimigos externos, fosse humilhada apresentando um relatório que não diz nada, absolutamente nada daquilo que ele durante tanto tempo acusou – afirmou.

Lula comparou Bolsonaro ao ditador iraquiano Saddam Hussein e reclamou que seu adversário não ligou para parabenizar pela vitória.

– Pega o telefone e liga: “Parabéns pela tua vitória”. E anuncia que o país tem um perdedor e um ganhador. Ele ainda não teve coragem de fazer isso – disse.

Lula acusa Bolsonaro de repetir o comportamento de Hussein, que “morreu sem ter coragem de reconhecer que o Iraque não tinha arma química” e “afundou o país por conta de uma mentira que só ele acreditava”.

Fonte: Pleno News

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *