LOADING

Type to search

Brasil Destaque

Dallagnol se defende após fala de Lula: “Não provou inocência”

Share

O deputado federal eleito Deltan Dallagnol (Podemos-PR), ex-procurador da Operação Lava Jato, usou as redes sociais para se defender dos ataques feitos pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante discurso no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.

Na quinta-feira (10), o petista disse que não precisou provar sua inocência, mas sim provar que seus acusadores estavam errados.

“Eu não tive que provar minha inocência – eu tive de provar a culpa de quem me acusou. Eu tive de provar a culpa do [Sergio] Moro, eu tive de provar a culpa do Dallagnol. E graças a Deus pudemos provar”, afirmou Lula.

Dallagnol, por sua vez, fez questão de dizer que não foi apenas ele e Moro quem conseguiram provas e condenaram o político pelo crime de corrupção, outros procuradores e outros juízes fizeram o mesmo.

“Só tem um problema, Lula: você foi condenado por dez juízes, não foi só o Moro. Você foi acusado por mais de 20 procuradores da República de todo o Brasil, não fui só eu. Você não teve que provar sua inocência porque nunca conseguiu: na Lava Jato, você foi condenado todas as vezes em que as provas foram analisadas e o mérito foi julgado. As condenações foram confirmadas e aumentadas em instâncias superiores, por unanimidade. A única coisa que Lula provou foi que a regra vigente no Brasil é a da impunidade”, disse.

Fonte: Pleno News
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *