LOADING

Type to search

Destaque Mundo Cristão

Bruna Karla: “Fui ameaçada após acusações de homofobia”

Share

A cantora Bruna Karla revelou durante o PlenoCast 93 realizado nesta quinta-feira (20) que ela foi perseguida e ameaçada após declarar, em entrevista, que não cantaria em um casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A intérprete de Advogado Fiel foi acusada de homofobia, recebeu inúmeras críticas, foi ofendida e recebeu mensagens até contra os seus filhos.

Foi algo que eu não esperava, mas o Senhor me fez crescer com isso. Fui muito ameaçada, não deixaram de lado só a minha fé, mas esqueceram que eu sou mãe e atacaram meus filhos nas redes sociais – lamentou a cantora que não tinha comentado sobre o caso desde então.

– Eu sempre respeitei [os homossexuais], mas aquilo foi uma conversa de dois amigos e eu expliquei pra ele que se eu cantasse no casamento dele, eu estaria concordando e eu não posso concordar com algo que a Bíblia condena – explicou Bruna que ainda sente carinho e admiração pelo amigo que a expôs.

Os ataques sofridos a fizeram entender sobre o momento que os cristãos estão enfrentando. Bruna Karla diz que há um sistema tentando calar os evangélicos, para impedir que o Evangelho seja pregado.

– Eu tenho certeza que não era sobre mim, era sobre a minha fé – disse ela que ficou uma semana com medo de sair na rua.

Vioalção de Direitos Humanos

Foi algo que eu não esperava, mas o Senhor me fez crescer com isso. Fui muito ameaçada, não deixaram de lado só a minha fé, mas esqueceram que eu sou mãe e atacaram meus filhos nas redes sociais – lamentou a cantora que não tinha comentado sobre o caso desde então.

– Eu sempre respeitei [os homossexuais], mas aquilo foi uma conversa de dois amigos e eu expliquei pra ele que se eu cantasse no casamento dele, eu estaria concordando e eu não posso concordar com algo que a Bíblia condena – explicou Bruna que ainda sente carinho e admiração pelo amigo que a expôs.

Os ataques sofridos a fizeram entender sobre o momento que os cristãos estão enfrentando. Bruna Karla diz que há um sistema tentando calar os evangélicos, para impedir que o Evangelho seja pregado.

– Eu tenho certeza que não era sobre mim, era sobre a minha fé – disse ela que ficou uma semana com medo de sair na rua.

Fonte: Pleno News
Foto: Portal Graça de Fato

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *