LOADING

Type to search

Amazonas

Mais de 2,4 milhões de pessoas já foram recenseadas no Amazonas

Share

Na capital amazonense foram recenseadas cerca de 1,2 milhão de pessoas, nos dois primeiros meses de Censo, sendo a maioria mulheres, mais 600 milhões e 561.819 homens

Após dois meses de trabalho, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já recenseou 917.022 domicílios. Até as 9h desta segunda-feira (03/10), cerca de 2.500 recenseadores haviam contado 2 milhões, 488 mil e 760 amazonenses, cerca de 58,3% da população que o IBGE estima haver no Estado. Desta população, 1.235.036 homens e 1.253.724 mulheres.

Em Manaus, foram recenseadas 1.160.868 pessoas, nos dois primeiros meses de Censo, sendo 561.819 homens e 600.374 mulheres. Até agora, na capital, 490.904 domicílios foram recenseados.

De acordo com o superintendente do IBGE no Amazonas, Ilcleson Mendes, o andamento do Censo no Estado, está caminhando bem.

“Apesar dos desafios que são próprios de um levantamento tão complexo como o Censo Demográfico, nós estamos com um bom ritmo de coleta, boa produtividade; nos aproximando de 60% da população do Estado recenseada”, afirma.

Mendes também falou sobre os próximos passos, a partir de agora, destacando que o instituto vai aumentar os esforços no último mês de coleta de dados.

“Entrando neste último mês de coleta, vamos aumentar os esforços das nossas equipes e fazer os ajustes necessários para que a gente possa garantir a cobertura de 100% do território, de todos os domicílios do Amazonas, e garantir a qualidade dos dados que estão sendo coletados pelos nossos recenseadores”, anunciou.

Indígenas recenseados

Após dois meses de realização do Censo Demográfico, já foram recenseadas 282.762 pessoas que se autodeclararam indígenas, no Amazonas, o que representa 32,87% de toda a população indígena recenseada no país. No Censo 2010, foram contados 183.514 indígenas no Amazonas.

O segundo Estado com maior percentual de indígenas recenseados até o momento é a Bahia, com 129.686 indígenas contabilizados, ou 15,07% do total recenseado. Além disso, já foram contadas 1.964 pessoas que se autodeclararam quilombolas, no Amazonas (0,27%) do total recenseado no Brasil.

No Brasil como um todo, no primeiro mês de Censo, já foram recenseados 860.358 indígenas, e 740.923 pessoas autodeclaradas quilombolas.

Ausências e recusas

Cerca de 2,0% dos domicílios se recusaram a responder, no Amazonas, percentual que se espera ser reduzido até o final da operação, após aplicados todos os protocolos de insistência.

No Brasil, a taxa é de 2,27%. Além disso, uma dificuldade que também merece atenção continua sendo a população que não é encontrada nas suas residências, os ausentes. Em média, no Estado, em 2,78% dos domicílios, os moradores estavam ausentes, mesmo com as visitas dos recenseadores em diferentes horários e dias da semana. Em Manaus, o índice de recusas e ausências está maior, 2,5% e 12,41%, respectivamente.

Ao falar sobre as recusas e ausências no Estado, o superintendente do IBGE no Amazonas, também reforça a importância da participação da sociedade.

“Além dos desafios geográficos e logísticos que temos no nosso Estado e, também, da questão climática, o próprio calor que afeta nossas equipes em campo, é importante também que nós possamos contar com a colaboração da população, sendo mais receptiva, em relação aos nossos recenseadores. Sem essa colaboração e sem a participação da sociedade, não haveria Censo, então é indispensável que a sociedade possa participar, possa contribuir, possa receber muito bem os nossos recenseadores, de modo que a gente consiga reduzir, tanto quanto possível, as recusas e o número de domicílios com moradores ausentes”, analisa.

O superintendente ressaltou, então, qual será o desafio para a reta final do Censo: “ter toda a população do Amazonas recenseada dentro do prazo do Censo, e com boa qualidade dos dados coletados”.

Após dois meses de coleta, a maior parte dos questionários no Amazonas foi respondida de forma presencial (659.403), sendo que 1.556 domicílios optaram por responder pela internet e 711 pelo telefone, até agora no Estado.

Identificação dos recenseadores

Os recenseadores do IBGE estarão sempre uniformizados, com o colete do IBGE, boné do Censo, crachá de identificação e o DMC. Além disso, é possível confirmar a identidade do agente do IBGE no site Respondendo ao IBGE ou pelo telefone 0800 721 8181. Ambos constam no crachá do entrevistador, que também traz um QR code que leva à área de identificação no site. Para realizar a confirmação, o cidadão deve fornecer o nome, matrícula ou CPF do recenseador.

No Brasil, já foram recenseadas 104.445.750 pessoas, em 36.567.808 domicílios no país. Destas, 42,0% estavam na Região Sudeste; 27,0% no Nordeste; 14,3% no Sul; 8,9% no Norte e 7,8% no Centro-Oeste. Até o momento, 48% da população recenseada eram homens e 52% eram mulheres, após dois meses de trabalho do Censo.

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *